PATU UMA CIDADE DE TODOS

GETÚLIO BARBOSA

BORGES ELETROMÓVEIS PATU/RN

O MENOR PREÇO E A MAIOR VARIEDADE É AQUI!

SALÃO DE BELEZA DÉBORA CABELOS

EM OLHO D'ÁGUA DO BORGES/RN

CASAS POTIGUAR - CENTER MÓVEIS

LOJA PATU/RN. PREÇO BAIXO É AQUI!

OESTE PLACAS

ESTA MARCA EMPLACA. LOJA PATU/RN.

CONTABILIDADE NAZARÉ PAIVA

EM RAFAEL GODEIRO/RN

CASAS POTIGUAR - CENTER MÓVEIS

LOJA PATU/RN. PREÇO BAIXO É AQUI!

E-MAIL: patu24horas@live.com - (84) 98138-672
WhatsApp: (84) 98138-6727
GRUPO NO WHATSAPP: Clique aqui e entre.

sábado, 23 de setembro de 2017

Seis são mortos em chacina na Grande Natal; 'Estrago grande', diz delegado


Seis são mortos em chacina na Grande Natal; 'Estrago grande', diz delegado.

Foto foi tirada por uma das vítimas pouco antes de os assassinos chegarem (Foto: Divulgação/PM) 

Seis jovens foram executados a tiros na noite desta sexta-feira (22) na frente de uma casa na comunidade de Santa Maria, em Extremoz, município da Grande Natal. Eles faziam uma pequena confraternização e bebiam quando foram rendidos pelos assassinos. Um deles ainda foi socorrido, mas chegou morto ao hospital. Ninguém foi preso.

Segundo o delegado Luciano Chaves, que coordena uma das equipes da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o crime aconteceu por volta das 21h. Ao G1, ele contou que pelo menos 10 homens com armas de grosso calibre participaram da matança. No local, também foram encontradas capsulas de pistola.

Até o momento, cinco mortos foram identificados. São eles:
  •     Eribelton Avelino da Silva, 23 anos;
  •     Geovane da Silva, 20 anos;
  •     Fernando Gomes Teixeira, 20 anos;
  •     Artur Antônio Alves do Nascimento, 20 anos;
  •     Vinícius Manuel Câmara Tomás, 16 anos.

O corpo da sexta vítima permanece no Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep), em Natal, a espera de identificação.

Antes de os criminosos acabarem com a festa, os jovens chegaram a fazer uma foto registrando a confraternização. A imagem estava no celular de um deles. "Os criminosos chegaram à residência em dois ou três carros e estavam vestidos de preto. Lá, ordenaram que os rapazes deitassem no chão e atiraram. O estrago foi grande", acrescentou o delegado.

Ainda de acordo com Luciano, ainda não é possível afirmar o que motivou a chacina, mas a polícia investiga a possibilidade de os jovens estarem envolvidos com facções criminosas e consequentemente com o tráfico de drogas.

A PM foi chamada ao local pouco após os disparos e ainda fez buscas pela região, mas não encontrou nenhum suspeito.
 
DO G1RN

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Violência segue em ascendência no RN; número de homicídios passa dos 1.800


Número de assassinatos é 27% maior que o registrado no mesmo período do ano passado. Fórum de Segurança Pública apresenta falhas e sugere soluções.

Praia de Ponta Negra, cartão-postal de Natal, virou 'cemitério' durante um protesto realizado contra a violência no estado (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)

Os índices de violência no Rio Grande do Norte seguem em ascendência. Na noite desta quinta-feira (21), o estado chegou a 1.801 homicídios registrados em 2017, o que dá uma média de 6,8 mortos por dia. Segundo o Observatório da Violência Letal Intencional (OBVIO) – instituto que contabiliza e analisa os crimes contra a vida no estado – o número de assassinatos é 27,1% maior que o registrado no mesmo período do ano passado.

O que está acontecendo? 

Quem dá a resposta é o Fórum de Segurança Pública do Rio Grande do Norte (Foseg), entidade que reúne instituições de segurança pública do estado. “O problema se deve a um conjunto de fatores, que vão desde a falta de investimentos elementares em educação, saúde e segurança pública. Este tripé é obrigação do Estado. Todavia, dois fortes aliados a esse conjunto de fatores são a péssima produtividade da chamada persecução criminal no Brasil e a má atuação do policiamento ostensivo”, afirma José Antônio Aquino, um dos representantes do Foseg e presidente do Sindicato dos Servidores do Departamento de Polícia Federal do RN.

Ainda de acordo com Aquino, “a ineficiência das polícias, a lentidão do Poder Judiciário e também do Ministério Público têm provocado uma imensa impunidade, e todos sabemos que uma sociedade que não pune seus criminosos tende a ver, a cada dia, o aumento desenfreado da ação dos marginais, ao mesmo tempo em que a população fica refém do crime, seja organizado ou não”.

A Secretaria de Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) não comentou as estatísticas apresentadas pelo OBVIO.

Cidades mais violentas

Ainda de acordo com os dados do observatório, Natal é a cidade mais violenta do estado. De janeiro até o dia 21 deste mês, 470 pessoas foram mortas na capital potiguar. Em segundo vem Mossoró, com 168 homicídios. Depois vem Ceará-Mirim (123), Parnamirim (113), São Gonçalo do Amarante (87), Macaíba (75) e Extremoz (47).

Soluções

Para o presidente da Associação dos Bombeiros Militares do Rio Grande do Norte, Dalchem Viana, que também é representantes do Foseg, o governo estadual precisa colocar em prática o modelo de polícia aproximada da população, o que não acontece no Ronda Cidadã, que é uma cópia do projeto Ronda Quarteirão, que existe no Ceará. “No nosso caso, foi mal feito e mal executado. Porque, na prática, o policiamento continua idêntico ao que já era feito. Ou seja, o que existe hoje é muito nome e pouca ação”, critica.

Ainda de acordo com Dalchen, o modelo de polícia de aproximação exige aproximação de quem tá na linha de frente com a população. “Para isso, são necessários canais de comunicação, interação maior com a sociedade, viaturas em bairros fixos e com os policiais fixados nos bairros. Além disso, o Estado tem que dar solução à questão do pouco efetivo e priorizar o efetivo operacional.

Fora isso, a Polícia Civil precisa investigar mais. O índice de elucidação de crimes chega a 5% no RN. É irrisório. Livrado o flagrante, o criminoso tem 95% de chances de não ser penalizado. E isso só fomenta a reincidência e a insegurança”.

Dalchen defende ainda que "a integração entre as forças de segurança deve se dar de fato, e não apenas em pequenas operações. Fora isso, temos que ter gestores de segurança com perfil operacional, com perfil de rua. Para que isso aconteça, é extremamente importante que seja aprovada a carreia única, o ingresso único nas instituições. É chegada a hora de se acabar com concursos para chefes. Nós temos que ter inteligência policial, e as inteligências policiais têm que se integrar. O governo pode criar uma política para integrar todas as câmeras de segurança do estado, do município, incluindo também as câmeras de monitoramento das empresas privadas também”, sugeriu.

O Fórum

O Fórum de Segurança Pública do Rio Grande do Norte foi criado em 2015 com a missão de promover debates, traçar estratégias, ações e propostas para o aparelhamento e desenvolvimento do setor. É composto pelo Sindicato dos Servidores do Departamento de Polícia Federal do RN (Sinpef-RN), Associação dos Bombeiros Militares do RN (ABM-RN), Associação dos Cabos e Soldados da PM do RN (ACS-PMRN), Associação dos Guardas de Trânsito do RN (AGT), Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais Militares e Bombeiros Militares do RN (ASSPMBM-RN), Sindicato dos Agentes Penitenciários do RN (Sindasp-RN), Sindicato dos Guardas Municipais do RN (Sindguardas-RN), Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Segurança Pública do RN (Sinpol-RN) e Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais do RN (Sinprf-RN).

FONTE: G1RN

Governador Robinson Faria em Olho D'água do Borges no dia 19; Chefe do Executivo Potiguar inaugurou obras e entregou cheques do microcrédito e ainda autorizou doação de ambulância, perfuração de poços e casas populares



Governador ainda autorizou a doação de uma Ambulância, construção de casas populares e perfuração de poços.
















Artista Giannini Alencar tocou o Hino Nacional.
















FONTE: BLOG DO PROFESSOR ESCOLÁSTICO

Água Nova/RN: Promotoria de Justiça investigará vereador que emitiu cheques sem fundos


O Ministério Público Estadual da Comarca de Pau dos Ferros/RN, após receber denúncia, instaurou procedimento para apurar possível emissão de cheques sem previsão de fundos pelo então Presidente da Câmara de Vereadores do Município de Água Nova/RN.

De acordo com a denúncia, o Vereador Antônio Kadson, quando presidente da casa legislativa de Água Nova/RN, teria emitido três cheques nos valores de R$ 3.000,00 (três mil reais), R$ 2.100,00 (dois mil e cem reais) e R$ 3.115,00 (três mil cento e quinze reais), cada um, porém todos sem previsão de fundos. ( Inquérito Civil Nº 06.2017.00002776-6).

via NOSSO PARANA RN

Deputados aprovam pedido de empréstimo do Governo do RN no valor de R$ 698 milhões


Votação aconteceu durante a sessão plenária desta quinta-feira (21).

Resultado de imagem para robinson faria
Robinson Mesquita de Faria, Governador do RN.

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte aprovou o pedido de empréstimo de R$ 698 milhões do Governo do Estado à Caixa Econômica Federal. A votação aconteceu durante a sessão plenária desta quinta-feira (21). Segundo o governo, os recursos servirão para investimentos em segurança, saúde e saneamento.

Todos os deputados presentes na sessão votaram a favor do pedido de empréstimo. A crise financeira vivida pelo estado foi a justificativa.

Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. (Foto: João Gilberto / ALRN)
Assembleia Legislativa do RN.

O empréstimo de 698 milhões de reais que o governo do estado quer fazer com Caixa Econômica Federal deverá ser parcelado em doze anos e só deve começar a ser pago dois anos depois da liberação do recursos. Segundo o projeto enviado à AL, o dinheiro será usado principalmente na conclusão de obras paradas, na ampliação e aparelhamento de hospitais e recuperação de estradas. R$ 50 milhões irão para a segurança. Desse total, R$ 10 milhões serão usados na recuperação de delegacias da Policia Civil.

Nas galerias, agentes de polícia e delegados acompanharam a votação. Ainda segundo o governo, o empréstimo também ajudará a regularizar a folha de pagamento dos servidores porque vai desafogar o tesouro estadual.

“A Assembleia deu uma lição de amadurecimento, com deputados de situação e oposição ao Governo votando favoráveis a esse empréstimo e diante de um pleito de todos nós, serão destinados cerca de R$ 50 milhões para a área de segurança. Acreditamos que com isso iremos amenizar o sofrimento do cidadão, que está aflito no seu direito de ir e vir. A Assembleia sai maior num debate como esse, principalmente porque os recursos irão amenizar os problemas mais graves do Estado”, afirmou o presidente do Legislativo, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB).

FONTE: G1RN

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Acidente com vítima fatal na RN-118, entre Arapuá e Ipanguaçu





Na noite desta quina feira, 14 de setembro, por volta das 20;hs, aconteceu um acidente com vítima fatal na RN-118, entre a comunidade de Arapuá e a cidade de Ipanguaçu.

Segundo informações, o acidente foi entre uma motocicleta que morreu na hora, a vitima teria colidido de frente com uma carreta. Os policias do NORE encontra-se no local, já o ITEP foi acionado para a remoção do corpo para sede do órgão em Mossoró.

FONTE: FOCOELHO

Adolescente é morto e outros dois são baleados na cidade de Mossoró, RN


A POLÍCIA ACREDITA QUE APENAS O ADOLESCENTE MORTO SERIA O ALVO DOS CRIMINOSOS.

FOTOS: O CÂMERA.

Um adolescente de 17 anos foi morto a tiros e seu pai e um amigo foram baleados no início da noite desta quinta-feira (14), no bairro Planalto 13 de Maio, em Mossoró, na região Oeste do Rio Grande do Norte.

De acordo com informações da polícia, dois jovens em motocicleta de cor vermelha, chegaram ao local atirando contra as vítimas. O adolescente, Anderson Araújo dos Santos, 17 anos, foi socorrido, por populares juntamente com seu pai identificado como Alcimar Araújo dos Santos, 52 anos, para UPA - Unidade de Pronto Atendimento, do bairro Alto do São Manoel, enquanto, o outro baleado foi socorrido para a UPA - Unidade de Pronto Atendimento do Bairro Belo Horizonte.

Todos foram transferidos pela equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU para o Hospital Regional Tarcísio Maia, sendo que o adolescente Anderson Araújo já chegou no HRTM entubado, não resistiu e veio a óbito. Os outros dois não corre risco de morte.

Inicialmente, a polícia acredita que apenas o adolescente morto seria o alvo dos criminosos. Não há informações sobre as causas do crime e ninguém foi preso.




via ICEM CARAÚBAS

Operação Alcmeon: TRF solta desembargador preso no RN por suposta venda de sentenças


Francisco Barros Dias foi preso no dia 30 de agosto pela Operação Alcmeon. Habeas Corpus foram concedidos pelo próprio tribunal onde ele teria cometido crimes.

Francisco Barros, desembargador aposentado, foi preso em Natal nesta quarta-feira (30) (Foto: Reprodução/Jornal Hoje)
Francisco Barros, desembargador aposentado, foi preso em Natal nesta quarta-feira (30).

Após duas semanas preso no comando da Polícia Militar do RN, o desembargador aposentado Francisco Barros Dias foi liberado para ir para casa, por decisão do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, nesta quinta-feira (14). Ele é investigado em operação da Polícia Federal e do Ministério Público Federal que apura compra e venda de votos de magistrados no próprio TRF, em Recife, onde o jurista atuou.

Apesar da decisão, até o início da tarde desta quinta-feira (14), o desembargador continuava no Comando da PM, no bairro Tirol, em Natal.

Barros foi preso no dia 30 de agosto por força de dois mandados da Justiça Federal do Rio Grande do Norte. Ele já havia recebido um habeas corpus da 2ª Turma do TRF na última terça-feira (12), por unanimidade. Porém continuava preso, porque ela só revogava a prisão preventiva decretada pela 14ª Vara Federal.

O jutista seguia detido por força de decisão da 2ª Vara Federal, que foi revogada pela 3ª Turma do TRF nesta quinta (14). Para os desembargadores, os fatos são antigos e a os investigadores já contam com as supostas provas de culpa do ex-magistrado, não havendo razão para ele continuar preso. Também ficaram revogadas as medidas cautelares contra o magistrado.

A Operação Alcmeon foi deflagrada no dia 30 de agosto deste ano, em Natal, Mossoró e Recife. De acordo com a PF e o MPF, Francisco Barros Dias teria usado seu prestígio, praticado falsidade ideológica e recebido dinheiro para beneficiar réus.

As investigações tiveram como base uma delação do empresário Rychardson de Macedo Bernardo, ex-diretor do Instituto de Pesos e Medidas (Ipem) e preso pela Operação Pecado Capital. Ele afirmou aos investigadores que chegou a pagar cerca de R$ 250 mil para conseguir habeas corpus e responder em liberdade. Advogados também são investigados por participar do esquema.

FONTE: G1RN

Janot denuncia Temer, Joesley e mais 7 ao STF; presidente é acusado de organização criminosa e obstrução de Justiça


Os 7 são Eliseu Padilha, Moreira Franco, Geddel, Henrique Alves, Eduardo Cunha, Rocha Loures e Ricardo Saud. PGR já havia denunciado presidente por corrupção passiva, mas Câmara rejeitou.

Resultado de imagem para JANOT
Rodrigo Janot, Procurador-Geral da República.

procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresentou ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quinta-feira (14) uma nova denúncia contra o presidente Michel Temer, desta vez pelos crimes de obstrução à Justiça e organização criminosa.

O STF somente poderá analisar a denúncia contra Temer se a Câmara autorizar. Em agosto, a Câmara rejeitou a primeira denúncia de Janot contra Temer, por corrupção passiva.

Câmara pretende regulamentar a profissão de "blogueiro"



Com apenas cinco artigos, o deputado Lindomar Garçon (PRB/RO), acaba de dar entrada na Câmara dos Deputados com um projeto de Lei (nº 8569/2017), que visa regulamentar a profissão de "blogueiro". O projeto quer distinguir na blogosfera quais são aqueles que usam esse meio para fins profissionais, demarcando os seus direitos e deveres.

"É, sobretudo, medida preventiva por delimitar e balizar a atividade dos profissionais de blog, facilitando serem legalmente responsabilizados pela veiculação de informações quando as mesmas forem abusivas. (...) Reforçará o interesse nacional em garantir qualitativamente e quantitativamente o conteúdo publicado na internet, jamais significando cerceamento da liberdade de expressão, mas prevenção quanto aos seus abusos", diz o deputado em sua justificativa para a publicação do novo projeto de Lei.

O projeto também traz uma proposta polêmica, que já foi objeto de contestação pelos sindicatos de jornalistas, em conflito que teve de ser mediado pelo Supremo Tribunal Federal, com resultados desfavoráveis para a categoria. A proposta do parlamentar garante ao blogueiro o direito de requerer o registro profissional de "Jornalista" ou "Comunicador", aos profissionais que conseguirem comprovar o "exercício da atividade laboral".

"A regulamentação reforçará a manutenção das boas relações sociais através da estipulação de parâmetros mínimos necessários quanto à profissão e aos profissionais. Coibirá possibilidades de transgressão do bem-estar social, da liberdade e da segurança da coletividade ou dos seus cidadãos individualmente. Estabelecerá referência sólida do que é, e quais são os deveres e obrigações dos profissionais da área", justifica o deputado Lindomar Garçon.

O projeto de lei também estipula as duas condições mínimas e necessárias, para alguém se apresentar na Internet como "blogueiro profissional".

I – Pelo portador de diploma de Ensino Médio, proveniente de instituição de ensino reconhecida pelo MEC, ou diploma similar, devidamente homologado pelo Ministério da Educação. 

II – Publicar em blog na rede mundial de computadores com endereço fixo na mesma.   

"Ao Estipular a formação mínima necessária para o profissional blogueiro, reforçar-se-á a ideia de proteção de um patrimônio nacional incalculável quer seja, a nossa língua portuguesa, sem incidir em preciosismos, mas por entender necessário um cuidado mínimo com a língua escrita. Ao estabelecer os conhecimentos técnicos mínimos necessários para a elaboração dos blogs, além de revitalizar o conceito de se ter uma qualidade mínima do material publicado na internet", alega o parlamentar. 

O projeto de Lei 8569/2017 ainda aguarda despacho da presidência da Câmara, para seguir sua tramitação pelas comissões responsáveis pela análise técnica e jurídica da proposição, antes que ele, de fato, seja votada pelos congressistas e se torne uma Lei.

FONTE: CONVERGÊNCIA DIGITAL

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Prédio de faculdade vai a leilão por uso de Windows pirata


Imagem: Globo

Este é um caso peculiar mas não é inédito. No Brasil, a Justiça do Rio de Janeiro autorizou o leilão de um prédio da Universidade Cândido Mendes, com objetivo de saldar a dívida dessa universidade à Microsoft.

Em causa está uma dívida de 42 milhões de reais (cerca de 11 milhões de euros) à Microsoft, de um processo que começou há 17 anos!

Windows pirata que resultou no leilão

A 17ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) aceitou o recurso da Microsoft e decidiu prosseguir com o leilão da sede da universidade, em Ipanema, na zona sul do Rio.

Segundo o que foi veiculado na imprensa brasileira, esta decisão foi tomada por unanimidade pela justiça fluminense que concluiu que o imóvel, avaliado em 128,9 milhões de reais (cerca de 35 milhões de euros) foi oferecido pela própria universidade como garantia de pagamento de uma dívida que chegou aos 42 milhões de reais. Após acordos sucessivos, a instituição, contudo, não saldou a totalidade do valor, estando em falta 4,3 milhões de reais dos honorários dos advogados, de acordo com a Justiça. O leilão ainda não tem data definida.

      "Portanto, se foi a própria executada que aceitou garantir a dívida mediante a penhora do imóvel em questão, há-de se presumir que assim o fez após concluir que, de entre as opções possíveis, essa foi a que se apresentou mais conveniente."

Afirmou o desembargador Cinelli na sua decisão.

A totalidade da decisão está em segredo de Justiça. Contudo, uma reportagem de um meio de comunicação, em dezembro passado, apurou e revelou que a Microsoft, há 17 anos, processou a Universidade Cândido Mendes, acusando-a de usar cópias não autorizadas dos seus softwares. A irregularidade teria sido comprovada por laudos periciais apresentados à Justiça, de acordo com esse meio de comunicação.

Segundo as informações obtidas, a primeira tentativa de leiloar o prédio, de sete andares, com cinema e teatro, próximo da praia de Ipanema, já tinha sido realizada em 23 de novembro do ano passado, com um lance inicial de 128,9 milhões de reais, equivalente ao valor de mercado apurado na época para o edifício – mas não teria atraído interessados.

É caso para dizer que estas cópias do Windows estão ao preço de um prédio!

FONTE: CBSI; PPLWARE.

Itep identifica suspeitos mortos em troca de tiros com as PMs do RN e Paraíba


Confronto aconteceu na tarde deste domingo (3) em uma fazenda entre as cidades de Campo Grande e Janduís, na região Oeste potiguar.

Polícia apreende armamamento que a quadrilha utilizava. (Foto: PM/Divulgação)

O Instituto Técnico-Científico de Polícia do Rio Grande do Norte (Itep) identificou três dos quatro homens mortos na tarde deste domingo (3) durante uma troca de tiros com policiais militares do RN e da Paraíba. O confronto aconteceu em uma fazenda entre as cidades de Campo Grande e Janduís, na região Oeste potiguar, após perseguição a uma quadrilha suspeita de explodir caixas eletrônicos em Brejo do Cruz, no sertão paraibano.

Os corpos identificados, e já liberados para sepultamento, são todos de potiguares. São eles: Francisco Cleber da Silva, de 32 anos, natural de Umarizal; Eric Jhony Apolinário da Silva, de 25, natural de Mossoró; e Herbyson Paiva de Azevedo, de 23 anos, natural de Janduís.

Um PM da Paraíba ficou ferido durante a troca de tiros, mas foi socorrido e passa bem. Pelo menos outros quatro suspeitos conseguiram fugir.

Foram apreendidos três fuzis, entre eles um AK-47 (arma russa que foi fabricada na segunda guerra mundial), três espingardas calibre 12, duas pistolas e vários explosivos, além de sete coletes à prova de balas e dois carros.

Segundo confronto

O confronto ocorrido na região Oeste neste final de semana foi o segundo envolvendo policiais e assaltantes de banco. Nas primeiras horas da manhã da sexta-feira, dia 1º, agentes da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor) enfrentaram uma quadrilha suspeita de explodir caixas eletrônicos. A troca de tiros foi dentro de um condomínio residencial em Parnamirim, na Grande Natal. Na ocasião, três homens e uma mulher morreram. Armas de grosso calibre, munições e artefatos explosivos foram apreendidos.

FONTE: G1RN

Suspeitos de roubo a banco morrem em confronto com a polícia entre Janduís e Campo Grande


Informações não oficiais de quatro suspeitos foram mortos e um policial baleado no confronto (fotos cedidas pelo Portal Catolé News.

Quatro suspeitos de participarem da explosão e roubo da agência do Bradesco de Brejo do Cruz, no Sertão da Paraíba, morreram na tarde deste domingo (03), em confronto com policiais militares do Estado do Rio Grande do Norte e da Paraíba, entre a zona rural das cidades de Janduís e Campo Grande.

De acordo com informações que chegam ao site Icém Caraúbas, o tiroteio ocorreu, após a PM receber informações privilegiadas que o bando que assaltou o banco de Brejo do Cruz estava na região Oeste do Estado do RN. Guarnições do GTO de Patu e de Assú, com apoio da Polícia da Paraíba entraram em confronto com os bandidos e aconteceu uma intensa troca de tiros.

Ainda de acordo com informações, quatro suspeitos foram mortos e um policial baleado de raspão e quatro bandidos foram presos e dez armas de grosso calibre foram apreendidas. Até o fechamento da redação desta matéria, a equipe do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep), de Mossoró, nem a equipe da Policia Civil, da Regional de Patu tinham sido comunicado e todas as informações não são oficiais.



via ICEM CARAÚBAS

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Quadrilha explode caixa de banco e atira pelas ruas da cidade de São Pedro, RN


Crime aconteceu na madrugada desta quinta-feira (31). Agência dos Correios, Câmera dos Vereadores e destacamento da PM também foram alvo dos criminosos.

Bandidos explodem agência do Bradesco em São Pedro (Foto: Divulgação/PM)
Bandidos explodem agência do Bradesco em São Pedro (Foto: Divulgação/PM)
Uma agência do Banco do Bradesco foi explodida na cidade de São Pedro, distante um pouco mais de 60 quilômetros de Natal, na madrugada desta quinta-feira (31). A agência dos Correios também foi atacada pelos criminosos.
De acordo com a Polícia Militar, os ataques aconteceram por volta das 2h, vários homens participaram da ação que durou cerca de 40 minutos.
Na fuga os bandidos atiraram contra a Câmara Municipal e também contra o destacamento da polícia. Segundo a PM, na cidade de São Pedro havia apenas dois policiais.
A PM não informou a quantidade de dinheiro que foi levada do banco e da agência dos correios.
Destacamento da PM também foi alvo dos criminosos (Foto: Divulgação/PM)
Destacamento da PM também foi alvo dos criminosos (Foto: Divulgação/PM)FONTE:G1/RN

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Desembargador aposentado é preso em operação da Polícia Federal no RN


Francisco Barros Dias está detido no Comando da Polícia Militar do Rio Grande do Norte. Operação Alcmeon foi deflagrada nesta quarta-feira (30).

video

Foi preso nesta quarta-feira (30), em Natal, o desembargador aposentado Francisco Barros Dias, que atuou no Tribunal Regional Federal da 5ª Região, em Recife. A Polícia Federal cumpriu dois mandatos de prisão abertos contra ele, por meio da Operação Alcmeon, deflagrada no início da manhã. A ação, em conjunto com o Ministério Público Federal, visa desarticular um grupo que explorava a compra e venda de votos e sentenças junto a uma turma do TRF.

Oito mandados de condução coercitiva - quando a pessoa é levada para depor - e 13 mandados de busca e apreensão também foram cumpridos em Natal, Mossoró e Recife.

O desembargador está detido no Quartel do Comando Geral da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, no bairro Tirol, Zona Leste de Natal. A defesa do desembargador afirmou que não vai se pronunciar até ter acesso à denúncia. O G1 procurou os demais investigados, mas ainda não conseguiu contato com eles.

Por meio de nota, a presidência do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5) informa que "não tem conhecimento de qualquer irregularidade praticada no seu âmbito, ressaltando que sempre usufruiu de elevado conceito no meio jurídico brasileiro, tanto por sua seriedade quanto pela celeridade da prestação jurisdicional".

Segundo a PF, o grupo agiu, inclusive, em processos relacionados à Operação Lava Jato, porém detalhes não foram repassados sobre isso. Em entrevista coletiva, os investigadores afirmaram que vinham apurando o caso há dois anos. O esquema existia pelo menos desde 2012.
Os crimes foram descobertos, entre outras razões, por meio da delação de Rychardson de Macedo Bernardo, ex-diretor do Instituto de Pesos e Medidas (Ipem), preso pela Operação Pecado Capital. Políticos também teriam se beneficiado pelo esquema.

Em um primeiro momento, Rychardson procurou os advogados Francisco Welligton da Silva e Ademar Rigueira para comprar os votos no TRF. Segundo os procuradores, ele pagou R$ 250 mil através dos advogados para conseguir um habeas corpus, tendo sido liberado pelo desembargador Francisco Barros Dias.

Um dos mandados foi cumprido em um escritório de advocacia em Natal (Foto: Ítalo Di Lucena/Inter TV Cabugi)
Um dos mandados foi cumprido em um escritório de advocacia em Natal (Foto: Ítalo Di Lucena/Inter TV Cabugi).

O réu ainda pagou outros R$ 150 mil, em outro momento, para ter bens desbloqueados pelo desembargador Paulo Gadelha, falecido em 2013.
As provas foram colhidas através da quebra do sigilos bancários e telefônicos, além de gravações ambientais.

De acordo com a PF e o MPF, não há provas do envolvimento de outros desembargadores. Ainda segundo os investigadores, Francisco Barros continuou agindo na compra e venda de decisões mesmo após se aposentar. Ele passou a atuar como advogado antes da conclusão do prazo de três anos - conhecido como quarentena - exigido aos magistrados que voltam a advogar depois de deixar a toga.
O desembargador oferecia vantagens a possíveis clientes, com o conhecimento que tinha no TRF. Os procuradores não sabem informar quantas pessoas teriam se beneficiado do esquema.

Operação Alcmeon também cumpriu mandados em Mossoró (Foto: Oscar Xavier/Inter TV Costa Branca)
Operação Alcmeon também cumpriu mandados em Mossoró (Foto: Oscar Xavier/Inter TV Costa Branca).

Alcmeon

O nome da operação faz referência ao personagem da mitologia grega relacionado à traição e quebra de confiança.

Segundo os investigadores, a organização teria atuado perante a Justiça em casos de operações policiais, apelações criminais, ações rescisórias e revisão criminal. Os principais clientes eram políticos.

Em Recife foi cumprido um mandado de condução coercitiva de um servidor público estadual, de 58 anos. O servidor prestou esclarecimentos à PF e foi indiciado pelo crime de corrupção ativa. Ele foi liberado e responderá ao inquérito em liberdade.

Fariam parte do grupo advogados e um desembargador aposentado, que negociariam votos em sentenças criminais para a libertação de presos ou liberação de bens apreendidos em ações penais. Em um caso específico, a pena de um ex-prefeito, que era de 28 anos de reclusão foi reduzida para dois anos e oito meses, e substituída por restritiva de direito.

O esquema criminoso foi desvendado por meio de acordo de colaboração premiada em que um empresário relatou pelo menos duas situações em que teria obtido os benefícios do grupo depois de ter sua prisão decretada e seus bens apreendidos durante uma operação policial deflagrada no estado. O grupo cobraria em média R$ 350 mil pelo serviço, sempre de forma antecipada. Em determinado momento, um dos advogados ligado à organização criminosa teria retido os documentos de veículos de um dos delatores como forma de garantir o pagamento futuro da propina.

Operação Alcmeon também cumpriu mandados em Mossoró (Foto: Oscar Xavier/Inter TV Costa Branca)
Operação Alcmeon também cumpriu mandados em Mossoró (Foto: Oscar Xavier/Inter TV Costa Branca).

O esquema

Os mandados foram expedidos pela 2ª e 14ª varas federais do Rio Grande do Norte e se referem a dois inquéritos distintos.

O primeiro caso trata da possível compra e venda de votos de desembargadores federais (um falecido e outro aposentado) do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), localizado em Recife, para análise de um habeas corpus e de um mandado de segurança julgados pelo tribunal no ano de 2012, no âmbito da Operação Pecado Capital.

As negociações ilícitas envolvendo os dois desembargadores federais teriam contado com a intermediação de advogados e de um assessor, com repasses de valores de forma oculta e dissimulada, mediante uso de dinheiro em espécie e transferências bancárias envolvendo terceiros.

O segundo inquérito trata de uma possível “exploração de prestígio” por parte do desembargador aposentado, perante o mesmo TRF5, entre os anos de 2015 e 2017. O desembargador aposentado teria solicitado e recebido valores a pretexto de influir em outros magistrados até mesmo em casos nos quais ele próprio havia atuado como julgador, como na Operação Pecado Capital e na Operação Salt - que apura esquema de sonegação fiscal de grupo empresarial de Mossoró.

O nome da operação faz referência a um personagem da mitologia grega e está relacionado à traição e quebra de confiança.

Investigações

As investigações se desenvolveram em um trabalho conjunto do Ministério Público Federal, da Polícia Federal e da Receita Federal, contando com informações fornecidas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), pela Justiça Federal e pelo TRF5. As diligências realizadas até o momento envolveram colaborações premiadas, gravações ambientais, interceptações telefônicas, afastamento de sigilo de dados fiscais, bancários, telefônicos e telemáticos, além da obtenção de documentos e colheita de depoimentos.

Os crimes investigados são os de corrupção passiva (art. 317 do Código Penal), corrupção ativa (art. 333 do Código Penal), exploração de prestígio (art. 357 do Código Penal), falsidade ideológica de documentos particulares e uso de documentos particulares ideologicamente falsos (arts. 299 e 304 do Código Penal), lavagem de dinheiro (art. 1º da Lei n. 9.613/1998) e associação criminosa (art. 288 do Código Penal).

FONTE: G1RN
Proxima  → Página inicial

AVISOS:

Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos alguma matéria? Mande E-mail para: patu24horas@live.com ou envie uma mensagem em nossa página no Facebook.
O PATU 24 HORAS NÃO SE RESPONSABILIZA PELO CONTEÚDO DE SITES EXTERNOS. PROIBIDO A REPRODUÇÃO DO CONTEÚDO SEM CITAR A FONTE.